Você está no shopping e se depara com a seguinte situação: uma camisa masculina é muito mais barata do que uma camiseta feminina. Por quê, senhoooor? As mulheres pagam, em média, 7% a mais por um produto. Em casos os preços dos itens mais do que dobram! Produtos de limpeza, brinquedos e até bebidas são taxados com preços mais altos do que os itens específicos de gênero masculinos devido à Pink Tax.

 

Criação da Pink Tax

 

Após anos de luta e reafirmação da força feminina, o ambiente consumista retrocede desrespeitando milhões de pessoas com a criação da Pink Tax. Mais do que uma taxa, ela representa o desconhecimento de quem sequer sabe o que é ser mulher.

O nome Pink Tax (Taxa Rosa) foi escolhido devido à cor dos produtos comercializados para meninas e mulheres, em sua maioria, ter a cor rosa. O termo traduz a diferença de preços dos produtos “femininos”, em comparação com itens neutros em termos de gênero e aqueles comercializados para homens.

 

Por que a diferença?

 

Esse “custo rosa” foi criado para estimular o consumismo, tornando o item que tem a mesma função para o homem e para a mulher, mais caro por ser rosa e destinado ao público feminino. Ele é apoiado por técnicas de marketing e propaganda, que sustentam esse cenário discriminatório. A justificativa que os grandes marketeiros usam para sustentar a Pink Tax é de que as mulheres estão dispostas a gastar mais! Chega a ser desrespeitoso, né?

Mulheres são melhores consumidoras do que os homens, e sempre buscam manter as contas dentro do controle. Dados colhidos pelo site Nielsen, especializado em estudos sobre o mercado consumidor no mundo, comprovam essa teoria. Segundo a pesquisa, as mulheres economizam mais do que os homens com gás e eletricidade, 70% contra 57%; roupas novas, 65% contra 46%; e entretenimento, 65% contra 57%.

Outra justificativa usada pelos comerciantes é a existência de serviços mais caros, quando destinados as mulheres, e produtos que dão mais custo para serem fabricados. WHAAAT?

 

Como combatemos a Pink Tax?

 

A melhor maneira de evitar isso é indo contra o mercado, simplesmente comprando a versão masculina de certos produtos. Além disso, você pode evitar consumir produtos fora de casa e comparar os custos dos itens. Você também pode começar um movimento e até criar um grupo no Whatsapp ou um site para divulgar fotos de produtos que tenham preços desiguais.

Lembre-se apenas que o imposto rosa não é apenas para adultos, os preços das roupas e brinquedos para meninas também são altos. Comprar a versão para meninas de uma bicicleta em vez de uma versão para meninos custa em média 6% mais.

Fique atenta para não cair no golpe da Pink Tax!

Por que pagamos mais pelos mesmos produtos consumidos pelos homens? O problema da ‘Pink tax’
Classificado como:

Deixe uma resposta