Uma grande barreira quando se fala em transferir os recursos da poupança para títulos públicos é a crença de que a poupança é mais segura. Isso é puro mito!

O agente de custódia

Para você comprar os títulos no Tesouro Direto, primeiro é necessário transferir o dinheiro para um agente de custódia (uma corretora de valores, atrelada ou não a um banco) e depois comprar os títulos por ele. O agente de custódia é apenas um intermediário, sua dívida é com o governo brasileiro, e não com ele.

Se o agente quebrar, você deve se inscrever em outro para continuar transacionando os títulos. De qualquer forma, se o agente de custódia declarar falência enquanto você não comprou os títulos, não há nada a temer. O Fundo Garantidor de Crédito (FGC) garante o seu dinheiro (até 250 mil reais por instituição financeira).

Em outras palavras, se o agente de custódia quebrar e você tiver menos de 250 mil reais na conta, o FGC vai devolver o seu dinheiro. O FGC é a instituição que garante os depósitos da caderneta de poupança. Ou seja, a segurança é a mesma que se tem quando se faz um depósito na poupança.

Os riscos

O Tesouro Direto é considerado um investimento de baixíssimo risco, que pode ser basicamente de dois tipos: risco de inadimplência do governo e risco de oscilações do mercado. O risco de inadimplência do governo é o risco de calote do Governo Federal.

Hoje em dia, isso é beeem improvável. Se isso realmente acontecer, adeus poupança, adeus ações, adeus qualquer tipo de investimentos, porque, né, vai ser um deus nos acuda. Aliás, você sabia que o único tipo de investimento “confiscado” pelo governo federal até hoje foi justamente, veja só, a poupança?

Quanto ao risco de mercado, ele só existe na possibilidade de você negociar o título antes do vencimento. Nesse caso, você talvez precise vender o título por um valor mais baixo do que pagou, mas isso também pode ser amenizado. Se você não tem certeza se poderá aguardar até o vencimento para retirar o dinheiro, invista em um título indexado pela Selic. Vai na fé que não tem erro.

 


 

Quer saber mais sobre títulos públicos? Baixe o e-book gratuito.

Aceito amor e uma xícara de chá se você gostar. 🙂

É seguro investir em títulos públicos?
Classificado como:        

Deixe uma resposta