Responda rápido: o que você faria se precisasse resolver alguma emergência hoje? Será que você terá grana para arcar com o imprevisto? Se você é como a maioria das mulheres que me procuram, não pode nem pensar em algo dar errado porque você não tem uma reserva de emergência. A primeira coisa a fazer, nesse caso, é sim formar a sua reserva financeira para imprevistos. Vem comigo que te ensino como fazer.

A importância de se construir uma reserva de emergência

 

Não se pode esperar que a necessidade de um cirurgia de urgência seja solicitada, por exemplo, para começar a fazer economias. Ou que o telhado da casa desabe sobre sua cabeça para perceber o quanto uma reserva de caixa é importante. Muitas mulheres costumam se preocupar demais com as finanças, sem enxergar que a solução está mais próximo do que imagina.

A função essencial dessa reserva de emergência é servir como um seguro que pode ser utilizado em caso problemas, que demandem gastos imprevisíveis. Com o mercado de trabalho cada vez mais instável, é preciso se preocupar com as despesas e com o dinheiro que temos para pagá-las. Por isso guardar dinheiro é tão importante.

Fazer economias tem muitas vantagens. Quando você tem dinheiro guardado para gastar com necessidades ou urgências, não precisa dever nem ao banco e muito menos para a família, já que o empréstimo não é necessário nestes casos.

 

Onde investir o dinheiro da reserva de emergências?

 

Você não precisa se apertar para fazer uma reserva de emergência, apenas adequar suas necessidades de consumo e fazer o seu cofre. Hoje nós temos diversas opções para ter o dinheiro guardado. Você pode optar pela poupança, por exemplo, colocando R$100 mensais na conta. Seguindo isso à risca, em 12 meses, você segue juntar R$1.200. Você pode ainda automatizar o depósito do dinheiro na poupança, para não correr o risco de gastar a grana antes de guardar.

Mas este tipo de operação não é a sua única opção, acredite. Quem quer avançar um pouco no mundo dos investimentos pode optar pelo Tesouro Direto, por exemplo. Com o valor mínimo de R$30 você pode começar a formar uma reserva de emergência. O bom é que ele oferece uma rentabilidade maior do que a poupança, ou seja, você economiza mais dinheiro em menos tempo de aplicação.

Você pode escolher também um CDB (certificado de depósito bancário), que é um título que os bancos emitem para ter dinheiro para financiar suas transações de crédito (ou seja, eles pegam o seu dinheiro e emprestam para outras pessoas, assumindo os riscos). Quando você adquire um CDB, você faz um “empréstimo” para o banco, em troca que uma taxa de rentabilidade diária.

O importante é que essa reserva esteja em uma aplicação de fácil resgate, que permita agilidade na hora do saque. Sua saúde financeira vai agradecer por isso e o seu bolso também. 🙂

Quer saber mais sobre investimentos? Baixe o e-book gratuito sobre Tesouro Direto.

Aceito amor e uma xícara de chá se você gostar. ?

Preciso mesmo ter uma reserva de emergência?
Classificado como:

Deixe uma resposta